Pé diabético: é possível ter os sintomas sem ter o problema

Vasculite (redução ou bloqueio do suprimento de sangue para os nervos), AVC (acidente vascular cerebral), esclerose múltipla, síndrome de túnel do carpo, hérnias discais, osteoartrite ou lesões na região da medula espinhal, são algumas doenças que podem provocar dormência, formigamento, agulhadas, inchaços e a diminuição gradativa da sensibilidade em determinadas regiões do corpo.1 Embora grande parte desses sintomas sejam indícios de que há alguma neuropatia (alterações nos nervos) ou angiopatia (má circulação sanguínea), problemas de saúde cuja ocorrência é maior em pacientes diabéticos e com idade mais avançada, isso não significa que a pessoa tem pé diabético.   Neuropatia diabética:…

Desconfio que tenho diabetes, e agora?

Mais da metade dos pacientes com diabetes ainda não foi ainda diagnosticada. Uma das razões é o fato de que, em alguns casos a diabetes não dá sinal algum. Fique alerta para os sintomas.1 Depois dos 45 anos, ou antes, se houver antecedentes de diabetes na família, é bom medir a glicemia regularmente e ficar atento para os seguintes sintomas: Urina demais (Poliúria) • Muita sede e constante (Polidpsia – desidratação por conta do excesso de urina) • Aumento do apetite • Alterações visuais (visão turva, embaçada) • Tontura, dores de cabeça • Impotência sexual • Infecções fúngicas (fungos) na…