Porque os diabéticos são mais vulneráveis à amputação?

O Diabetes Mellitus é uma doença metabólica crônica, autoimune, caracterizada pela deficiência da produção de insulina pelo organismo, que pode levar a uma série de complicações, entre as quais se destaca o pé diabético, um problema cujas consequências, quando não prevenido e cuidado a tempo, pode implicar em consequência graves como a amputação de dedos, pés ou pernas. Segundo estatísticas, o diabetes é a causa número um para amputação de membros. A vulnerabilidade começa como consequência da Neuropatia Diabética, quando os nervos responsáveis pela sensação de dor e tato estão afetados pelo diabetes, causando perda da sensibilidade a machucados e…

À flor da pele

A pele costuma dar sinais toda vez que alguma coisa não vai bem em nosso organismo. Seja por meio de uma coceira, um prurido, uma alergia ou mesmo uma infecção. Por isso, é bom estar sempre atento ao surgimento de pequenas lesões, fungos e bactérias, principalmente no caso de pacientes diabéticos que, de forma geral são mais propensas a sofrer doenças cutâneas. Além de terem a pele mais fina e menos elástica, as pessoas diabéticas perdem sensibilidade nos membros, podendo não perceber o surgimento e a evolução de machucados que, se não cuidados, podem se transformar em problemas mais sérios,…

7 aliados no combate à neuropatia

A neuropatia diabética é uma condição debilitante que acomete geralmente as pernas e pés, cujas manifestações mais frequentes são a dor intensa e a perda de mobilidade. Em casos extremos pode levar a complicações graves e até a amputação. Por essa razão, todos os recursos que comprovadamente possam diminuir os efeitos da doença devem ser utilizados. Há estudos publicados evidenciando que, entre os compostos que podem ajudar a reduzir o risco, retardar e aliviar os sintomas da neuropatia diabética estão sete nutrientes: os ácidos gordurosos de omega-3, a vitamina D, a curcumina, o ácido lipóico, o ácido fólico, a acetil-L-carnitina…

vitaminas

Mais vitamina, menos neuropatia

Uma boa notícia para quem sofre de dores e desconforto causados pela neuropatia periférica (NP): é possível aliviar os sintomas da doença com uma combinação de vitaminas B. Essa é a conclusão de um estudo desenvolvido pela Faculdade de Medicina, Universitas Indonesia Cipto Mangunkusumo, em Jakarta, na Indonésia e publicado no Asian Journal of Medicinal Sciences.   Mais qualidade de vida O estudo envolveu 411 doentes (297 do sexo feminino, 114 do sexo masculino) com NP (lesão no sistema nervoso dos braços e das pernas) ligeira a moderada de diferentes etiologias. Foi registrado um alívio dos sintomas em 63% dos…

Cuidado com as feridas diabéticas

As estimativas indicam que ocorrem duas amputações por minuto no mundo, causadas por pé diabético, sendo que 85% destas são precedidas por úlceras,1 feridas que não saram e acabam levando a complicações que muitas vezes não deixam outra alternativa senão a amputação total ou parcial do membro afetado. Como surge, se desenvolve e evolui uma ferida diabética? Devido a uma lesão nos nervos conhecida como Neuropatia Diabética Periférica, o paciente diabético vai aos poucos perdendo a sensibilidade à dor nos membros. Assim, uma topada, um espinho, uma queimadura, a ponta de um prego que entrou na sola do sapato, um…

spa dos pés

Spa dos pés: versão moderna de uma prática antiga

Quando ouvimos falar de Spa lembramos logo de massagens corporais, tratamentos faciais e cuidados estéticos. Mas você sabia que muitos resorts, institutos de beleza e clínicas oferecem um programa de cuidados especiais para os pés? São os chamados Spa dos pés.1,2 O que mostra que, aos poucos, os pés vão abrindo caminho e conquistando o seu espaço.  O que é um Spa dos pés  O que conhecemos hoje como “Spa dos pés” é a versão moderna de uma prática antiga e reconhecida, adotada desde o tempo de nossos avós para o autocuidado com a saúde dos pés.3 O procedimento atual é um ritual que…

1. PÉ DIABÉTICO NÃO TEM CURA. MAS DÁ PARA PREVENIR.

Pé diabético não tem cura. Mas dá pra prevenir.

O pé diabético não tem cura, mas pode ser prevenido ou tratado quando surgem complicações. Principais formas de prevenir o pé diabético O controle da glicemia é uma estratégia importante, entre outras, para a prevenção do pé diabético.1 Mas deve-se estar atento a sintomas como queimação, pontadas, agulhadas, formigamentos, dormência, dores, sensação de frio, cãibras, pele ressecada e fissuras nos pés.2 Dicas de rotina – Observar os pés diariamente, com uma boa iluminação, tentando identificar cortes, bolhas e alteração da cor – Lavar e secar bem os pés, inclusive entre os dedos – Usar creme hidratante, mas não entre os…

Desconfio que tenho diabetes, e agora?

Mais da metade dos pacientes com diabetes ainda não foi ainda diagnosticada. Uma das razões é o fato de que, em alguns casos a diabetes não dá sinal algum. Fique alerta para os sintomas.1 Depois dos 45 anos, ou antes, se houver antecedentes de diabetes na família, é bom medir a glicemia regularmente e ficar atento para os seguintes sintomas: Urina demais (Poliúria) • Muita sede e constante (Polidpsia – desidratação por conta do excesso de urina) • Aumento do apetite • Alterações visuais (visão turva, embaçada) • Tontura, dores de cabeça • Impotência sexual • Infecções fúngicas (fungos) na…

Prevenção do pé diabético: por onde começar?

Consegue encaixar um minutinho por dia na sua rotina? Isso mesmo, um minutinho. Pode parecer pouco, mas significa muito quando o objetivo é a sua saúde e bem-estar. Prevenção faz parte da rotina.¹ A rotina de cuidados quando a gente pensa na prevenção do pé diabético, começa por dedicar um minutinho à auto-observação diária dos pés. Um minutinho para olhar para eles com atenção e certificar-se que não têm rachaduras, calos, bolhas, pequenas feridas e cortes, inchaços ou frieiras. Um minutinho para observar a sensibilidade da pele, evitar a umidade enxugando bem entre os dedos e usar um bom creme…